apresentação | programação | evento on-line | apoio| links | contatos

Evento on-line :: videos do evento::
Cobertura diária :: Terça feira 20/04/2004
segunda 19/04 | terça 20/04 |quarta 21/04 | quinta 22/04 |sexta 23/04

Em continuidade à programação do IV Encontro de Cultura Indígena do Acre e Sul do Amazônas, várias manifestações culturais ocorreram na arena principal de eventos, armada no 61 BIS no Município de Cruzeiro do Sul.
Por volta das 09:30h a programação iniciou com a apresentação do ritual dos pajés da Tribo dos Ashaninkas, onde cantavam e tocavam tambores confeccionados pelos próprios membros da comunidade. As músicas tocadas por eles representam uma louvação Deus. Os povos Ashaninkas estão representados no encontro com 15 membros de sua etnia. Ao todo, cerca de 450 índios Ashaninkas vivem na aldeia preservando sua cultura tradicional.

::Assista o video da apresentção Ashaninka

Em seguida, foi vez da Tribo dos Manchineri que apresentou o ritual do Mapinguari – uma lenda sobre um ser mitológico tribal que habita a floresta. Nesta apresentação o que chamou atenção foi vestimenta de um índio feita por folhas de bananeira. Uma espécie de indumentária nativa.

Pela parte da tarde mais duas Etnias tiveram suas participações no Evento. Os Madija, (denominados popularmente de Culinas) representaram uma dança que caracteriza a alegria após o ritual da caissuma. Os Madija são cerca de 300 indíos que vivem no Vale do Rio Purús.


Ashaninka


Manchineri

Poyanawa
   
(para aumentar, clique as fotos)

Os Poianawas vieram em seguinda. Inicialmente fizeram uma reinvindicação da demarcvação de suas áreas. Esta etnia vive no Município de Mâncio Lima e conta com aproximadamente 450 membros na comunidade. Na manfestação cultural, os Poianawas cultuaram uma folha milagrosa que, segundo eles, é utilizado para cura de diversas doenças.

Paralelo às manifestações tribais, ocorria na Tenda Cultural, n área da DIOCESE, diversas palestras relacionadas aos direitos dos indígenas. Foram elas: Gestão Ambiental em Áreas Indígenas, proferida pela representante o IMAC; Invasão de Terras Indígenas em Áreas de Fronteiras, que teve como palestrante o Diretora da FUNAI no Acre. Na parte tarde foi a vez do representante da Amazonlink falar sobre a proteção dos Conhecimentos Tradicionais.

   
(para aumentar, clique as fotos)

A participação dos indígenas interessados em saber informações sobre seus direitos surpreendeu à todos e foi considerdo pelos organizadores como o ponto mais importante desta atividade.