Cultivando Diversidade
  GD-Home 

english | português | español | français

 
 
Workshop Internacional sobre o Manejo Local da Agrobiodiversidade
de 9 a 19 de maio 2002, Rio Branco-Acre

HOME | APRESENTAÇÃO | ACOMPANHE O EVENTO ON-LINE | CONTATO/COMENTÁRIO

ACOMPANHE O EVENTO ON-LINE
>>voltar


<< dia anterior próximo dia>>
09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19
Sábado, 11 de Maio de 2002

A manhã foi dedicada a África. Bob Brac deu uma visão geral dos principais problemas do continente, e destacou as diferenças com a Ásia e América Latina. Por exemplo, a África tem uma estrutura de comunicação mais pobre. Bob Brac falou também mais especificamente sobre a África de Norte e as expectativas que as pessoas lá têm com esta conferência. Os povos da África de Norte querem estabelecer uma rede global de comunidades preocupadas com o aquecimento climático global. A mudança climática atingiu mais forte, particularmente a África de Norte.

Malika Bonfour - Morocco and Salah Ben Béchir Mekdali - Tunisia Ahmad Najim /Morocco WolimataThiao / Senegal

Em todas as experiências norte africanas, a questão da água se mostrou ser um dos maiores problemas para as comunidades. No Kenya, Joseph Mutura, descreveu as florestas sagradas. Os costumes tradicionais contribuíram com a preservação das florestas, mas estão desaparecendo.

As florestas sagradas foam também o tema da experiência de Côte d’Ivoire em que Martine Touao descreveu a importância destas florestas na África ocidental. Wolimata Thiao descreveu como as mulheres em Senegal conseguiram recuperar a terra que tinha sido destruída pelo desmatamento e agricultura antiecológica.

Jeanne / Benin Abèti Thiao / Togo

O tema da tarde foi "Tradição X o mundo moderno: cultura, espiritualidade e biodiversidade ". Professor Honorat Aguessy do Instituto de Desenvolvimento e Intercâmbio Indígena em Benin falou sobre cultura, religiões e biodiversidade. O texto inteiro desta fala está disponível em francês (72kb) e espanhol. (80kb)

Professor Honorat Aguessy / Benin

Em seguida, Thy e Prak Thres apresentaram a experiência chamada " Os papéis da pagode e da comunidade em conservação de recursos naturais e administração em Camboja ". Clique aqui para resumo (em inglês)

Estas apresentações foram seguidas então por uma palestra de Benki, representante do povo indígena Ashaninka (Amazônia ocidental) sobre sobrevivência cultural, respeito entre os povos e a polêmica patente sobre a bebida Ayahuasca. Clique aqui para resumo.

   
{short description of image}

HOME | APRESENTAÇÃO | ACOMPANHE O EVENTO ON-LINE | CONTATO/COMENTÁRIO