Cultivando Diversidade

 
 
Sábado, 11 de Maio de 2002

A palestra proferida por BENKI ASHANINKA enfocou a importância da preservação cultural e religiosa de seu povo como uma forma de sobrevivência.

Benki, reforçou ainda, que algumas formas de religião insistem em defender que são os únicos caminhos para falar com DEUS e alcançar a salvação e, dessa forma, em alguns casos, estimulam e praticam o processo de desaculturação dos povos..

"... nós respeitamos todos os outros tipos de cultura e religião, mas exigimos que respeitem a nossa".

O entendimento sobre a importância de conservar a biodiversidade também foi fortemente abordado. “... se a mãe terra não tiver vida, nós também não vamos ter, por isso, quando temos que derrubar uma árvore para nosso uso plantamos outra no seu lugar e cuidamos desse recurso como se fosse um filho nosso, em respeito à natureza”.

Também foi retratada a indignação sobre a patente realizada pelos EUA, da Ayahuasca, bebida que seu povo utiliza culturalmente, principalmente, com fins religiosos e curativos. "... esse tipo de atitude demonstra a inconsciência, a irresponsabilidade e a falta de respeito pela cultura de outros povos".

Atualmente, reforça Benki, os ASHANINKA estão trabalhando para poder contribuir com o resgate cultural dos outros povos, não repassando a sua cultura para esses povos, mas sim, buscando esclarecer sobre a importância preservá-la.

Texto: Jarbas Anute / Amazonlink.org

   
{short description of image}

<< HOMEPAGE DO WORKSHOP